Relatório sobre o mercado de influenciadores para 2019 da HypeAuditor

Saiu recentemente o relatório da HypeAuditor, uma das melhores ferramentas de análise de influenciadores, sobre o uso de mecanismos de fraude em perfis no Instagram. O relatório é bem completo, abrangendo dados de compra de seguidores, uso de soluções de follow/unfollow, compra de engajamento (comentários e likes) e até mapeamento da utilização dos clubes de engajamento (engagement pods).


Abaixo, os principais aprendizados:

O perfil médio no Instagram em 2018 é uma mulher, entre 25-34 anos (figura abaixo). A audiência tem envelhecido com o passar dos anos, ou seja, indica tendência de esvaziamento do público adolescente (menos de 18 anos) da rede social.

O número médio de seguidores cresceu quase 20% em todos os grupos de influenciadores mapeados. Nano-influenciadores aumentou 33%, sendo o maior aumento. Com certeza o aumento foi beneficiado pelo crescimento da base de usuários ativos / mês no mundo, que chegou a 1 bilhão em 2018.

O Brasil é o segundo país com mais usuários ativos por mês, atrás apenas dos EUA.

O número de engajamento médio depende em cada país e também depende de aspectos culturais e das formas como os influenciadores locais fraudam seus resultados. Em números gerais, abaixo a média por grupo de influenciadores:

No Brasil, as médias são as menores dentre os 10 principais países. O relatório aponta que isso se deve ao aumento de métodos de fraude nos influenciadores locais.

Quase 40% dos influenciadores não utilizam nenhum método de fraude. Esse número varia de país pra país, mas o Japão se destaca entre ter os menores índices de fraude.

Comentários falsos é o principal método de fraude usado, com 38% dos influenciadores identificados. Compra de seguidores (22,5%) e sistema follow/unfollow (16%) são outros métodos difundidos. No Brasil, os três métodos estão com penetração nos influenciadores locais, porém, o clube de engajamento (engagement pods) ainda não tem aderência, sendo o país com menor índice dentre os analisados.

Veja o relatório completo aqui em inglês

Há diversas formas de se identificar fraudes nos números de um influenciador e eu tenho falado disso aqui no blog e em cursos que ministro. Se sua marca ou agência precisa de ajuda e técnicas para avaliar a veracidade e autenticidade de influenciadores para sua campanha, manda um e-mail para contato@gabrielishida.com.br que marcamos um papo.

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *