Google+

Relembrar é viver: o conceito de Groundswell

By Gabriel Ishida , In , , , ,

Em 2008, foi lançado um livro que, até hoje, é considerado um dos marcos sobre estudo em mídias sociais:  Groundswell: Winning in a world transformed by social tecnologies, de Charlene Li e Josh Bernoff. A principal idéia do livro é o conceito do título (Groundswell), que explica um dos principais fenômenos da web atual: a viralização e o descontrole da disseminação.


Nas palavras dos autores, Groundswell é uma tendência social na qual as pessoas usam a tecnologia para obter o que desejam uma das outras, e não com instituições tradicionais, como as corporações. Nesse caso, o conceito se baseia em três pilares: pessoas, tecnologia e aspectos financeiros.


As pessoas sempre dependeram da ajuda mútua (=viver em sociedade) para se beneficiarem ou lutarem por causas coletivas. Sempre buscaram a mobilização para formarem grupos de poder ou combate.


A tecnologia mudou tudo em termos de interações e mobilizações sociais. Não era mais necessário um espaço físico para as pessoas buscarem ajuda uma para as outras, através das redes sociais e das comunidades virtuais. Nesse ponto, é bom lembrar que a tecnologia é apenas um agente facilitador: são as pessoas que as tornam poderosa.


Juntando os dois, temos um volume de interações e de uso que atraem aspectos financeiros. Tráfego é, desde os primórdios das comunicações de massa, o atrativo para investimentos em busca de exposição. Sendo assim, o uso da tecnologia pelas pessoas atraem investimentos e novos modelos de negócio, o que impulsiona o surgimento de novas tecnologias e de novos usos pelas pessoas, formando um ciclo vicioso.


Escrito em 2008, os autores de Groundswell não imaginavam que a tendência fosse ser transformada em um paradigma e que as lições apresentadas no livro seriam tão úteis nos dias atuais. Vemos milhares de exemplos de mobilizações coletivas vias mídias sociais, reclamações massivas contra ações de empresas e celebridades (=isso é chamado de Efeito Streisand), entre tantas outras coisas que nos já é habitual. Principalmente com o surgimento do Twitter, as pessoas buscam, cada vez mais, relacionarem-se e buscarem ajuda. Um bom exemplo (sugerido pelo meu amigo Igor Sousa) é o site Tuitão (http://vende.tuitao.com.br/), que funciona como um classificado via Twitter,  bastando apenas twittar o termo "Vende-se" para aparecer no site. Esse é apenas um dos exemplos que a idéia de Groundswell abrange.


Sugiro a leitura do livro, para entendermos cada vez mais a realidade que nos cerca.

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...