Google+

O que é interpolação de imagem?

By Marcos Singulano , In , , ,

Muito tempo atrás, mas muito tempo atrás mesmo! Em um dos primeiros posts que escrevi aqui para o Midializado, falei um pouco sobre como ampliar imagens para que não haja perda grande de qualidade. (Não lembra? Opa, clique aqui e dê uma relembrada no assunto!)

Hoje, alguns meses depois, me atualizei um pouco no assunto e nada mais justo do que atualizar aquele texto. Muito bem. Então, o que é interpolação de imagem? A grosso modo, sempre que ampliamos ou reduzimos uma imagem estamos trabalhando com interpolação. Interpolação de imagens digitais é basicamente criar novos pixels a partir dos pixels já existentes.

Como já falamos por aqui, uma imagem é composta por pixels, que são aqueles pequenos quadradinhos que você vê quando amplia uma imagem. Agora, a medida que ampliamos essa imagem, os pixels aumentam, mas aumenta também a distância entre eles, e o que o computador faz é preencher esses espaços criando pixels novos a partir dos "pixels vizinhos", contudo se isso for feito de forma errada ou brusca o que acontece é que há distorção na imagem. Da mesma forma, se você diminui demais uma imagem a distância dos pixels diminui, o que faz com que os pixels se sobreponham causando um borrão na imagem.

Por isso que NUNCA deve-se ampliar ou reduzir uma imagem de forma aleatória. O que vou explicar aqui (de forma bem básica) é como ampliar sua imagem para que ela não fique pixelizada (ou seja, com todos os quadradinhos aparecendo).

Com a imagem aberta no photoshop vá em IMAGEM -> TAMANHO DA IMAGEM (como no outro post lembram?) e você terá algo assim:




Agora, desmarque a opção "Resample Image" (isso, pode desmarcar sem medo!) e na opção de resolução vamos trocar 72 dpi por 300 dpi (repare que o tamanho dela em centímetros vai mudar) e dar ok. Você deve estar pensando : "Ok espertão, não mudou nada a princípio!". Calma que não acabamos ainda.

Volte na mesma janela de antes (IMAGEM ->; TAMANHO DA IMAGEM) e vamos voltar ao trabalho:


Agora vem a parte chata. Para garantir uma boa qualidade final é necessário aumentar de 10 em 10% o tamanho da imagem. Como assim? Oras, nas abas que estão marcadas "cm" troque-as por "percent" (ou porcentagem) e digite 110 %. Feito isso, marque a caixa resample image e escolha Bicubic Smoother (que é melhor para ampliações, no caso de reduções utilize o Bicubic Sharper) e antes de dar ok, você deve ver isso:


Tudo certo? Dê um ok e você vai reparar que a imagem vai dar uma leve ampliada. Agora faça isso no máximo mais 3 vezes ( ou seja, você vai ampliar a imagem em 40% do tamanho original) e pronto. Você tem uma ampliação com perda muito pequena de qualidade.

Claro que 40% é uma recomendação que pode variar de imagem para imagem. No caso de imagens que vão ser utilizadas em banners ou outdoors, onde as pessoas visualizam a arte de uma distância muito grande ou pelo menos razoável ( 2 metros de distância ou mais), a ampliação pode ser bem maior.

E por hoje é isso. Sei que esse post é uma reedição do outro post sobre ampliação de imagens, mas como vi que algumas ideias estavam um pouco erradas resolvi atualizar o conteúdo.
Pra quem quiser se aprofundar no assunto, recomendo o excelente artigo do fotógrafo Gilson Lorenti (que utilizei como referência para boa parte desse post), que está dividido em 3 partes:


No artigo ele dá uma aprofundada bem legal sobre pixels, ampliação e redução de imagens.
Espero que tenham gostado e até o próximo post!



1 comentários:

Bertha Bock disse...

Oi! Aconteceu que deu uma distorcida na imagem. O que será que aconteceu?

10 de outubro de 2015 15:56

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...