Google+

Metodologias para uma análise de buzz

By Gabriel Ishida , In ,

Seguindo a série sobre "Buzz", após definir de forma metafórica o que seria buzz, agora vamos para o lado mais concreto: metodologias de análise.

Devo dizer que as metodologias variam muito de acordo com os objetivos que se pretende alcançar com a análise. E também há muito ainda para se aperfeiçoar, em termos de eficiência e relevância.

Então vamos lá:


- Para uma análise quantitativa: planilha de classificação.

A forma mais fácil de se obter dados quantitativos em análise de buzz é utilizar uma planilha de classificação. Planilha de classificação é a base processada para a análise. É onde se concentra todos os elementos que você precisa para analisar. Nela, cada elemento deve vir classificado de acordo com critérios que você estabelece para a análise. Com toda essa base classificada, você cruza os dados e gera uma tabela em que você consegue obter dados estatísticos e quantitativos de sua análise.

Um exemplo: preciso realizar uma análise de buzz para uma rede de supermercados. Os objetivos (ou briefing) são: devo analisar o que os consumidores pensam sobre o atendimento, os preços praticados e acessibilidade às filiais. No caso, esses três são os critérios que devem ser analisados. Na planilha de classificação, os posts devem ser classificados entre esses três critérios. Menções fora desses devem ser excluídos, para não "pesar" na planilha e também porque não fazem parte dos objetivos. Sendo assim, na planilha, só entrarão posts que abordam um ou mais dos três critérios e todos os posts devem ser classificados. Portanto, ao cruzar os dados e montar uma tabela, consigo descobrir quantos posts tratam de atendimento, quantos tratam de preços e quantos tratam de acessibilidade.

Geralmente, em casos assim, também há a polarização dos posts. Ou seja, a classificação, além de ser colocada entre esses três critérios, também se classifica se é positiva, neutra ou negativa. Portanto, a planilha de classificação, ao se montar a tabela, apresenta dados estatísticos de quantos posts tratam de atendimento e são negativos, quantos posts falam positivamente dos preços, etc., oferecendo uma visão quantitativa do buzz.


- Para uma análise qualitativa: tag cloud.

A forma mais eficiente, sem dúvidas, é ler e acompanhar todo o buzz sem intermédio de metodologias. Mas isso só é eficiente, em termos de tempo, se há pouco buzz. Imagine lidar com uma base de 500 mil posts. Ler tudo dispende muito tempo.

Por isso, a forma mais fácil para se descobrir qualitativamente o que acontece no buzz é utilizar a tag cloud (=nuvem de tag).


Wordle: Tag cloud Midializado


Tag cloud formada com o post do Marcos sobre RGB e CMYK


Através da tag cloud, conseguimos descobrir as palavras com maior número de evidências/repetições. Sendo assim, conseguimos identificar qual assunto está sendo mais comentado no buzz. No exemplo acima, percebemos que as palavras CMYK, RGB e Sistema se destacam. Então, ao realizarmos a análise, podemos filtrar e pesquisar por essas palavras no buzz, pois elas representam assuntos relevantes, já que são citados mais vezes.

É uma ótima forma de guiar a análise, principalmente para o caso da base ter milhares de posts. 
No próximo post, irei listar as dificuldades e problemas nessas e em outras metodologias de análise para buzz e também oferecer soluções ou possíveis caminhos.

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...